» CTE-IRB participa do Ciclo de Debates: Perdas e Desafios da Educação

De acordo com o presidente do Comitê Técnico da Educação do Instituto Rui Barbosa (CTE-IRB), Cezar Miola, “os Tribunais de Contas têm procurado colocar a educação como prioridade na agenda pública por meio de diferentes mecanismos de atuação indutores de soluções, indo além do controle de conformidade”. A afirmação foi realizada durante o Ciclo de Debates: Perdas e Desafios da Educação na Pandemia, promovido pela Escola de Gestão e Contas do Tribunal de Contas do Município de São Paulo (TCM-SP), nesta sexta-feira (4). O painel “Balanço da perda da Aprendizagem na Pandemia” discutiu questões como o retorno às aulas, as práticas adotadas no ensino público e privado e a desigualdade do uso e do acesso da tecnologia.

Cezar Miola também destacou o trabalho realizado pelo CTE-IRB, como a formação de Gabinetes de Articulação para Enfrentamento da Pandemia na Educação (GAEPEs), que objetiva propiciar espaços dialógicos com Poderes, órgãos, entidades e conselhos, além de organizações da sociedade civil, famílias e estudantes, visando à adoção de medidas preventivas e efetivas, além da construção de ambientes de segurança jurídica. O projeto é desenvolvido em parceria com o Instituto Articule.

Durante o painel, o professor da Fundação Getúlio Vargas (FGV-SP), Fernando Abrúcio, ressaltou que o retorno às aulas necessita de articulação e de ações organizadas. “Temos de lembrar que a educação dialoga com outras políticas públicas nesse processo, como a da saúde. Não podemos pensar em voltar para as escolas sem um sistema de assistência social estruturado para atender às famílias”, disse.

A diretora do Colégio Equipe (SP), Luciana Fevorini, apresentou as iniciativas desenvolvidas pela instituição e a professora da Universidade de São Paulo (USP), Sônia Kruppa, refletiu sobre os desafios do ensino público em relação à educação remota, a importância do fornecimento de alimentação escolar adequada aos estudantes, além da ofertar internet como forma de reduzir as desigualdades de acesso ao ensino com a devida capacitação dos professores. A mediação foi realizada pelo diretor da Escola do TCM-SP, Maurício Piragino.

Assista ao painel em https://www.youtube.com/watch?v=bmyAdqdAm2A.